Portal Futebol Clube

Batatais

ÁUDIO FUTEBOL CAIPIRA | 22/12/2015 às 08:09:00

Talismã de Muricy, ex-volante do Palmeiras volta a jogar aos 40 anos

Volante Flávio, que marcou o gol do título do Gauchão de 2003 pelo Inter, retoma a carreira três anos após pendurar as chuteiras para defender o Batatais na A2

Flávio falou com exclusividade ao Portal Futebol Caipira (foto: divulgação / Batatais)

O volante Flávio Luis da Silva, ou simplesmente Flávio, está de volta aos gramados três anos após anunciar o fim da carreira. Ele defenderá o Batatais na Série A2 ao lado do ex-saopaulino Fábio Simplício. Aos 40 anos, o ex-camisa 8 do Palmeiras falou sobre a carreira, contou sobre as decepções que o fizeram pendurar as chuteiras e o motivo que o fez aceitar o convite para voltar aos gramados.

Flávio iniciou sua carreira no clube Guapira, da zona norte de São Paulo. Passou por diversos clubes, destacando-se em times como Palmeiras, Atlético/PR, Internacional/RS, Ponte Preta, Grêmio Barueri entre outros, chegando a jogar até na Turquia. Acumulou títulos, prestígio e encerrou sua carreira em 2012 jogando pelo Camaçari, equipe da primeira divisão do futebol baiano.

O volante acumulou grandes momentos na carreira, mas tem um que lembra em especial. “Nestes longos anos de futebol eu tive alguns bons momentos, entre eles 2003 no Internacional, onde fui campeão gaúcho, eu fiz o gol do título na final do gauchão. É um que ficou marcado, porque eu era volante e eu geralmente fazia bastante gol. E aquele foi um grande ano profissionalmente para mim, porque eu representava para o Muricy (Ramalho), até em entrevista que ele deu, que eu era o talismã dele. Então, eu guardo como um grande momento da minha carreira, por ter feito o gol do título do gauchão e por ser considerado um jogador principal dentro do time, por um grande treinador como Muricy Ramalho”, lembra o atleta.

Mesmo com muitos momentos felizes no futebol, Flávio detalha os motivos que o levaram a encerrar a carreira em 2012. “Resolvi encerrar minha carreira devido alguns clubes que eu estava atuando, que não tinham condições para dar aos jogadores, para os atletas, então isso foi desanimando muito. Eu comecei a pegar alguns times pequenos de outros estados, principalmente este último que foi o Camaçari, tive muita tristeza de participar de um clube que joga a primeira divisão de um campeonato baiano, onde não dava nenhuma estrutura para os atletas e tinha muita cobrança. Então, por isso que resolvi naquele ano, falando com minha família, resolvi parar. Não por falta de capacidade física e técnica, foi mais por desanimo mesmo por pegar alguns clubes sem estrutura nenhuma, sem dar nenhuma condição para os jogadores trabalharem. Por isso que encerrei minha carreira”, explica o volante.




Três anos passaram e a oportunidade de voltar a jogar profissionalmente bateu na porta do jogador e Flávio explica como tudo aconteceu. “Na verdade o convite surgiu para eu voltar a jogar, foi de uma empresa que fez uma parceria com o Batatais e um dos sócios desta empresa me conhecia, já tinha uma conversa com ele e acabou surgindo esta possibilidade. Ele queria um jogador de nome para ajudar não só dentro de campo, mas fora também e acabou dando certo. Eles fizeram a proposta , eu resolvi aceitar este desafio e acabei acertando aqui com o Batatais. E o que me motivou em voltar a jogar, é saber que ainda tenho condições físicas. Quando eu parei, eu tinha me preparado para isso e mesmo se preparando, quando você para, sente falta. E foi o que aconteceu, a gente sente falta do ambiente, da disputa e este foi o grande motivo de ter voltado. Na verdade, a possibilidade de voltar a disputar um campeonato competitivo, como a série A2, motivou muito mais ainda. E o que me ajuda bastante também, claro que se eu não tivesse as condições físicas, eu não teria aceitado, mas eu tenho as condições físicas, isso me ajuda a estar voltando e de certa forma, ajudando não só dentro, mas fora de campo, com a minha experiência e claro que já não tenho mais vinte anos para jogar todos os jogos, mas os jogos que eu tiver a possibilidade de estar dentro de campo, vou tentar ajudar da melhor forma possível”.

O volante Flávio Luís se prepara para voltar aos gramados em 2016 defendendo as cores do Batatais na série A2 do campeonato paulista.
 
Ficha Técnica
Flávio Luís da Silva
Nascimento: 22/09/1975 (40 anos)
Posição: Volante
Clubes: Guapira (SP), União Mogi das Cruzes (SP), Noroeste (SP), União São João (SP), Palmeiras (SP), Atlético (PR), Internacional (RS), Ponte Preta (SP), Ankaragucu (TUR), Figueirense (SC), Náutico (PE), Ituano (SP), Ceará (CE), Grêmio Barueri (SP), Brasiliense (DF), Rio Branco (SP), Camaçari (BA) e Batatais (SP).
Títulos:
Copa dos Campeões - 2000 – Palmeiras
Campeonato Paranaense - 2002 - Atlético-PR
Campeonato Gaúcho - 2003 – Internacional
Campeonato Paulista do Interior - 2008 - Grêmio Barueri








« voltar


NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Ver todas

publicidade

  • banner

Comissão de juristas apresenta texto para a atualização da Lei Geral do Desporto

Receba nossos boletins online

2016 - Todos os Direitos Reservados