Portal Futebol Clube

Flamengo-SP

EX-CORVO | 04/12/2015 às 09:43:22

Rogério Delgado retorna ao Flamengo-SP para ser auxiliar técnico na A3

Foto: Marcos V. Ribeiro/AA Flamengo.

Para assistir o experiente comandante Edson Vieira durante a próxima edição da Série A3, o Flamengo foi buscar um velho conhecido da torcida para integrar a comissão técnica. Atleta do Corvo em 2007 e 2008, Rogério Delgado, o popular Rogerinho, será o auxiliar do treinador paranaense. Artilheiro por onde passou e ídolo do Nacional, o ex-atacante mostrou-se animado com o novo desafio e exaltou o retorno a Guarulhos, que simboliza um desejo antigo em sua trajetória à beira das quatro linhas.
 
“É uma sensação muito boa voltar a trabalhar no Flamengo. Logo que tive a primeira conversa com o presidente Joaquim Leite e com o diretor de futebol Edson David Filho prontamente aceitei a proposta. É um lugar onde me identifiquei. Conheço a maioria das pessoas que trabalham pelo Corvo e todos podem ter a certeza de que darei o meu máximo para que o nosso objetivo maior seja atingido: o acesso à Série A2 de 2017”, sintetizou o auxiliar.
 
Ao recordar sua boa trajetória como atleta flamenguista, Rogério Delgado apontou duas partidas que marcaram sua carreira: os duelos contra a Portuguesa Santista, válidos pela semifinal da Copa Energil C de 2007. O atacante foi a estrela dos dois embates que garantiram a vaga rubro-negra à inédita decisão – onde a formação de Guarulhos acabou superada pelo Independente de Limeira.
 
“No primeiro jogo da semifinal, em Guarulhos, vencemos a Portuguesa Santista por 2 a 1, e tive a felicidade de marcar um belo gol de bicicleta. Já na volta, em Santos, estávamos perdendo por 1 a 0. No fim da partida, consegui empatar o duelo e sacramentar a vaga do Flamengo na sonhada decisão. Foi um feito muito marcante, e os torcedores rubro-negros se lembram com carinho destas atuações até hoje. É algo que ficará marcado na história do clube”, lembrou.
 
Ciente da dificuldade que a próxima edição da Série A3 reservará aos 20 participantes – devido ao novo formato, que concede apenas duas promoções e decreta seis rebaixamentos à quarta e última divisão –, Rogério Delgado exaltou o início da pré-temporada rubro-negra e destacou o foco dos atletas, que apresentaram um bom rendimento nos primeiros exercícios comandados pela comissão técnica. Atualmente, 20 atletas compõem o plantel do Corvo – os nomes somente serão anunciados após a realização dos exames médicos, programados para o início de dezembro.
 
“A comissão técnica está trabalhando muito e nutrindo uma expectativa grande para que o campeonato logo se inicie. A torcida pode ter certeza de que estamos nos esforçando diariamente para lapidar o grupo de jogadores que temos em mãos. Vejo um plantel guerreiro se formando, com profissionais que sabem exatamente onde querem chegar. A seriedade permanece até o último minuto de treinamento e essa será a ênfase de nossa metodologia durante toda a Série A3, respeitando o Flamengo e a apaixonada torcida que sempre comparece ao Ninho do Corvo”, revelou.
 
Por fim, Rogério Delgado, como exímio atacante, revelou que possui conversas específicas com os dianteiros, mas garantiu orientar igualmente os atletas de todas as posições, mediante sua experiência no futebol: “Claro que tenho uma familiaridade com a posição de ataque e procuro sempre enfatizar ao atleta o fundamento das finalizações, primando pela frieza e a calma no momento da conclusão, mas também passo o que aprendi para todos, independente do ofício dentro de campo. Tive muito mais alegrias do que tristezas no futebol e essa boa bagagem me fez aprender muito”. 
 
Como atleta, Rogério Delgado teve como auge o vice-campeonato catarinense pelo surpreendente Tubarão, em 1997, terminando o concorrido Estadual como artilheiro – a equipe acabou derrotada na decisão pelo Criciúma. Todavia, após sondagens do Cruzeiro e demais clubes do Campeonato Brasileiro, o atacante seguiu para o Nacional, onde não demorou a tornar-se ídolo. Pela representação da Barra Funda, o dianteiro foi goleador em três torneios: as Séries A3 de 1999 e 2001 – ano do título histórico – e a Copa Paulista de 2002.
 
Rogério Delgado também se sagrou artilheiro da Série A2 pelo Olímpia, em 1996, e foi vice-goleador da Série A3 pelo extinto ECO, em 2006. Seu vasto e vitorioso currículo como jogador ainda registra um título da Série A3 pelo Mirassol, em 1997. O dianteiro também atuou por Votuporanguense (1993), Rio Branco (1994), Francana (1995), Santo André (1997), Londrina (1998), Ceará (1999), São José (2003), Comercial (2003) e Mogi Mirim (2004).
 
Na função de técnico principal, o ex-atacante passou por Guarujá (2008), Osvaldo Cruz (2009), Grêmio Osasco (2009 e 2010), São Judas Tadeu (2010), Guariba (2011) e Rio Preto (2013). Na condição de auxiliar, vestiu as cores de Penapolense (2012), Ferroviária (2012), Rio Preto (2013) e Rio Verde-GO (2014). Seu último trabalho ocorreu na Matonense, durante a Série A2 de 2015, ao lado do treinador Ito Roque.
 
Confira a ficha completa do auxiliar técnico rubro-negro:
 
AUXILIAR TÉCNICO
 
Rogério Delgado
 
Nome: Rogério Delgado.
 
Nascimento: 20/03/1972.
 
Natural de São Paulo-SP.
 
Último clube: Matonense.
 
Último campeonato: Campeonato Paulista da Série A2 pela Matonense. 
 
Demais passagens como auxiliar técnico: Osvaldo Cruz (2009), Penapolense (2012), Ferroviária (2012), Rio Preto (2013) e Rio Verde-GO (2014).
 
Passagens como técnico: Guarujá (2008), Osvaldo Cruz (2009), Grêmio Osasco (2009 e 2010), São Judas Tadeu (2010), Guariba (2011) e Rio Preto (2013).
 
Títulos conquistados: acesso à Série A2 (pelo Osvaldo Cruz, em 2009).
 
Como atleta: Olímpia (1993 e 1996), Votuporanguense (1993), Rio Branco (1994), Francana (1995), Santo André (1997), Mirassol (1997), Tubarão-SC (1998), Londrina (1998), Nacional (1999, 2000, 2001, 2002, 2004, 2005 e 2008), Ceará (1999), São José (2003), Comercial (2003), Mogi Mirim (2004), ECO (2006 e 2007) e Flamengo de Guarulhos (2007 e 2008).
 
Títulos como atleta: Campeonato Paulista da Série A3 (pelo Mirassol, em 1997); vice-campeonato catarinense (pelo Tubarão, em 1998) e Campeonato Paulista da Série A3 (pelo Nacional, em 2001).
 
Demais bonificações como atleta: artilheiro do Campeonato Paulista da Série A2 (pelo Olímpia, em 1996); artilheiro do Campeonato Catarinense (pelo Tubarão, em 1998); artilheiro do Campeonato Paulista da Série A3 (pelo Nacional, em 1999 e 2001); artilheiro da Copa Paulista (pelo Nacional, em 2002) e vice-artilheiro do Campeonato Paulista da Série A3 (pelo ECO, em 2006).

fonte: assessoria / Flamengo-SP







« voltar


NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Ver todas

publicidade

  • banner

Comissão de juristas apresenta texto para a atualização da Lei Geral do Desporto

Receba nossos boletins online

2016 - Todos os Direitos Reservados