Portal Futebol Clube

Notícias - Internacional

ALERTA | 27/10/2016 às 14:38:00

Jogadores de Futebol estão mais propensos a transtornos mentais, afirma estudo

Alerta foi emitido pela Federação Internacional dos Futebolistas Profissionais

Divulgação

Até nove jogadores profissionais de futebol em um pelotão de 25 pessoas podem mostrar sintomas de transtornos mentais comuns tais como angústia, ansiedade ou depressão durante uma temporada de acordo com uma nova pesquisa realizada pela Federação Internacional dos Futebolistas Profissionais (FIFPro).

Ao todo, 262 jogadores de cinco países europeus (Finlândia, França, Noruega, Espanha e Suécia) participaram de uma pesquisa longitudinal liderada pelo diretor médico da entidade, Dr. Vincent Gouttebarge e pelo professor Gino Kerkhoffs (Academia de medicina de Amsterdam). Eles pediram a estes jogadores para preencher questionários em três momentos durante um período de doze meses. Estes jogadores já haviam participado de uma parte anterior do estudo em 2014.

Os resultados confirmam a validade das primeiras descobertas, que os futebolistas profissionais são susceptíveis a apresentar sintomas de transtornos mentais comuns. 37% dos jogadores que não relataram sintomas em 2014, relataram sintomas de ansiedade e depressão durante o período da pesquisa, muito superior ao 26% na pesquisa anterior de 12 meses.

Gouttebarge enfatiza que os jogadores apenas relataram sintomas, mas não foram diagnosticados com um transtorno mental grave. Ele também afirmou que o estudo deve levantar a autoconsciência sobre os sintomas dos transtornos mentais comuns no futebol profissional.

"Da perspectiva de um clube, nossos resultados enfatizam que é importante ter uma equipe médica com vários especialistas que trabalham na saúde física e mental dos jogadores profissionais de futebol.", avalia.

Neste estudo, 95% dos jogadores acreditam que os sintomas de transtornos mentais comuns influenciam negativamente nas performances de futebol, com 65% afirmando que sua própria carreira no futebol foi influenciada. Já 84% disseram que não havia medidas de apoio suficiente durante a sua carreira no futebol para gerir adequadamente os sintomas de transtornos mentais comuns.

"Da perspectiva de um sindicato, os nossos resultados mostram a importância da FIFPro e das uniões em promover e proteger a saúde física e mental dos jogadores de futebol profissionais, durante e após suas carreiras”.

GUIA
Para levantar mais consciência sobre problemas de saúde mental, a  FIFPro criou um guia especial em 15 idiomas diferentes. Ele explica os sintomas de transtornos mentais comuns e fornece informações de apoio. "Podemos ter enviado mais de 10.000 guias para 24 países", acrescenta Gouttebarge.
O projeto foi iniciado na Assembleia geral da FIFPro em 2015, quando a maioria dos sindicatos membros indicaram a necessidade de um guia para informar os seus jogadores.

"Este guia deve ajudar a convencer os jogadores de que os problemas de saúde mental são comuns, também no futebol, e pode realmente pôr em perigo a saúde e carreira. Sabemos que ainda há um tabu, mas os jogadores não devem se sentir constrangidos em busca de apoio”, completa.

CONSULTA PÓS- CARREIRA
O sindicato dos jogadores holandeses  e associação de futebol da Holanda lançaram em parceria um projeto inovador chamado “Consulta após a carreira”, um programa construído para ajudar a suavizar a transição naquele que é considerado um dos períodos mais difíceis na vida de um jogador profissional (o momento em que ele ou ela param de jogar futebol). O atleta precisa encontrar um novo propósito na vida e também saber lidar com as consequências físicas e mentais de sua carreira no futebol.

- Redução da formação;
- Lidar com artroses;
- Estilo de vida saudável;
- Saúde mental;
- Educação e planejamento de carreira.

"Uma das principais causas para os transtornos mentais são os problemas que os jogadores enfrentam após o término de suas carreiras. Com informações, aconselhamento pessoal e orientação profissional, nosso objetivo é melhorar a saúde, vitalidade e qualidade de vida", disse Gouttebarge.

A FIFPro planeja usar o projeto em outros países no futuro. 







« voltar


NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Ver todas

publicidade

Comissão de juristas apresenta texto para a atualização da Lei Geral do Desporto

Receba nossos boletins online

2016 - Todos os Direitos Reservados