Portal Futebol Clube

Notícias - Entidades Esportivas

15 MODALIDADES | 18/06/2019 às 20:13:25

FAM fecha parceria com o Centro de Treinamento Paralímpico Brasileiro

Os alunos de fisioterapia poderão estagiar no CBP

Pensando no desenvolvimento de seu alunado, a FAM (Centro Universitário das Américas) realizou uma importante parceria com o CBP (Centro de Treinamento Paralímpico Brasileiro) para os estudantes do curso de Fisioterapia.

O CT foi inaugurado em maio de 2016 e é o principal centro de excelência do Brasil e da América Latina e um dos melhores do mundo no esporte de alto rendimento. O local atende a 15 modalidades paralímpicas: atletismo, basquete, esgrima, rúgbi, tênis em cadeira de rodas, bocha, natação, futebol de 5 (para deficientes visuais), futebol de 7 (para paralisados cerebrais), goalball, halterofilismo, judô, tênis de mesa, triatlo e vôlei sentado.

“A parceria FAM Fisioterapia e CPB se iniciou em maio deste ano com a proposta de estágio para os alunos de 7 e 8º semestres. Os estudantes irão realizar reabilitação, manutenção e prevenção nos paratletas de alto rendimento do Brasil que irão para os próximos jogos Paraolímpicos, assim como, de atletas de categorias inferiores”, afirma o coordenador do curso de fisioterapia, Ricardo Gondo.

O estágio profissionalizante na área de reabilitação esportiva do curso de Fisioterapia da FAM terá início no próximo semestre, em agosto de 2019. Inicialmente a parceria foi realizada com o curso de Fisioterapia da FAM, no entanto, outras parceiras poderão ser agregadas, com os cursos de Medicina, Nutrição, Enfermagem e todo núcleo da saúde da FAM.

Centro prevê mais de 300 eventos em 2019

Principal legado de infraestrutura dos Jogos Paralímpicos Rio 2016, o Centro de Treinamento de São Paulo terá agenda repleta em 2019. Segundo o presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro, Mizael Conrado, estão previstos quase 300 eventos no equipamento esportivo que tem espaço para a prática em alto rendimento de 15 modalidades que integram ou já fizeram parte do programa paralímpico.

"Cada ano é mais desafiador. Ano passado foram mais de 260 eventos e neste ano serão mais de 290, praticamente 300 eventos de todas as naturezas: estaduais, regionais, nacionais e internacionais. É um desafio, mas traz grandes oportunidades. São oportunidades para o surgimento de novos atletas. Um calendário assim é importante para que nossos atletas estejam em competições de alto nível o tempo todo", afirmou Conrado.

O ano de 2019 é visto como estratégico no calendário paralímpico. Os Jogos Parapan-Americanos de Lima, no Peru, e os Mundiais de diversas de modalidades definem a maioria das vagas para os Jogos Paralímpicos de Tóquio, no Japão, em 2020. Para o evento continental, a pretensão do CPB é manter a hegemonia, já que o Brasil foi o campeão nas últimas três edições da competição: Toronto 2015 (Canadá), Guadalajara 2011 (México), e Rio 2007. Os Jogos de Lima serão de 23 de agosto a 1º de setembro e vão reunir cerca de 1.890 atletas, de 33 países, em 17 esportes.

A ideia do CPB é levar uma equipe com cerca de 300 atletas, maior que a de 272 que que estiveram nos Jogos de Toronto. A delegação total estimada será de 480 pessoas. Há quatro anos, o Brasil conquistou 257 medalhas, com 109 de ouro, 74 de prata e 74 de bronze. "A intenção é levar força máxima, ter à disposição os melhores atletas e equipes e novamente alcançar o topo do quadro geral de medalhas", disse Mizael.








« voltar


NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Ver todas

publicidade

  • banner

Comissão de juristas apresenta texto para a atualização da Lei Geral do Desporto

Receba nossos boletins online

2016 - Todos os Direitos Reservados