Portal Futebol Clube

AA Ponte Preta

NEGÓCIOS | 04/07/2019 às 09:05:00

Executivo de futebol Gustavo Bueno fala sobre contratações e saídas de atletas

Foto:PontePress

O executivo de futebol da Ponte Preta Gustavo Bueno, que voltou ao clube em meados de abril, fez nos primeiros meses de atuação uma ação intensa na reformulação do grupo de trabalho do elenco alvinegro, que resultou em uma redução em torno de 35% no valor da folha salarial. A readequação do elenco buscou, paralelamente, evoluí-lo tecnicamente. Após oito rodadas do Brasileiro Série B, os resultados evidenciam no momento que o caminho tem sido assertivo.

“Temos conseguido atingir os objetivos que traçamos desde a chegada. Até como uma solicitação da diretoria para que déssemos uma estruturada no elenco sem perder qualidade, Acredito que nesses dois meses e meio o saldo foi positivo. Tivemos nove saídas, ainda para finalizar também com o Giovanni e o Facundo, e seis contratações. Foram meses de trabalho árduo, para movimentar as peças no mercado, realocar atletas, buscar contratações pontuais para qualificar o elenco e acredito que agora podemos focar mais nesses 30 jogos que vem a seguir, sempre com o objetivo nosso, que é o acesso”, conta o dirigente, que compartilha os méritos com todos os colegas.

“No momento bom eu não me acho o responsável pelas coisas boas que acontecem e no momento da adversidade também não posso me sentir o único culpado. Sou muito tranquilo, não me empolgo e não acho que exista uma pessoa responsável pelo sucesso ou pelo fracasso, em qualquer profissão, e sim um grupo . Temos uma diretoria empenhada, uma comissão técnica muito qualificada, uma equipe de apoio que trabalha no dia a dia e até esse presente momento, o elenco deu liga, encorpou, com todos os atletas muito focados, dentro do objetivo. Sinceramente, o grande mérito disso é do grupo e, claro, também faço parte disso, mas dentro de um todo”, avalia.

Ainda sobre a reformulação, Gustavo acrescenta: “O principal objetivo, que era a readequação financeira, nós conseguimos ajustar com essas eventuais saídas. Evidente que existe uma lacuna e todo jogador de qualidade, que entendamos que possa nos ajudar, estamos abertos a negociações. Não fechou o ciclo de contratações, mas com calma, situações pontuais, para fortalecer nosso elenco.”

O  executivo também tem administrado o assédio em relação a dois jogadores que vem se destacando: o goleiro Ivan, e o lateral-esquerdo Abner. “São dois jogadores oriundos da base da Ponte e estão em alta no mercado. O Abner, se pegarmos os números, é o atleta com maior número de assistências na equipe, maior número de desarmes, um dos com maior número de finalizações. O Ivan tem 80 jogos com a camisa da Ponte, é o goleiro mais jovem como titular entre as Séries A e B, foi campeão do Torneio de Toulon defendendo o pênalti do título. São dois jogadores importantes, em que existem sim sondagens e preferimos tratar esses assuntos de maneia interna, até para não prejudicar outras situações que venham aparecer”, afirma.

Bueno enfatiza esta situação em particular. “Posso deixar bem claro à nossa torcida que sempre vamos buscar a melhor situação para a Ponte Preta. Existe o ideal e existe o possível,  nossa ideia é que consigamos fazer uma boa venda e a permanência deles até o final da Série B. Vamos brigar para isso, pois sabemos da importância deles dentro do elenco, para conquista dos nossos objetivos. Pensamos no retorno financeiro e no retorno técnico, até o final da Série B”, esclarece.

Bueno fala ainda sobre o meia Tiago Real, que permanece no elenco pontepretano, para a sequência da competição.  “O Tiago Real tomou uma posição essa semana – e é difícil para nós, que estamos há um bom tempo no futebol, ver atletas virem a tomar a decisão que ele tomou – e vale ressaltar que a idéia nossa, desde o começo em relação a realocação do atleta, era em virtude do salário, que estava fora do patamar. A questão técnica, todos entendem que pode ser um atleta útil, pela postura e profissionalismo. No ano passado, nas últimas nove rodadas, terminou de titular”, diz.

Ele detalha, concluindo o assunto: “Tiago nos procurou e se colocou a disposição de fazer uma redução salarial significativa, para entrar dentro da realidade da Ponte Preta, porque ele gostaria muito de ficar aqui e acredita que temos grandes chances de buscar um acesso e um título. Foi uma iniciativa do Tiago, em fazer essa redução, em se adequar a realidade do clube e permanecer conosco. Então o Tiago permanece nessas condições.”

Site Ponte Preta







« voltar


NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Ver todas

publicidade

  • banner

Comissão de juristas apresenta texto para a atualização da Lei Geral do Desporto

Receba nossos boletins online

2016 - Todos os Direitos Reservados