Portal Futebol Clube

Flamengo-SP

SÉRIE A3 | 15/10/2015 às 14:22:21

Edson Vieira vai comandar Flamengo de Guarulhos na Terceira Divisão do Paulista

Tininho Júnior

O Flamengo, da cidade de Guarulhos, deixou de depender da parceria com o Corinthians para sonhar com dias melhores no Campeonato Paulista da Terceira Divisão (Série A-3) em 2016. Agora voltando a caminhar com as próprias pernas, a diretoria, com o objetivo de lutar pelo título e retornar à Segunda Divisão (Série A-2) em 2017, foi buscar treinador experiente para alcançar os seus objetivos.

Quem chegou ao Flamenguinho foi o técnico Edson Vieira, campeão da Terceira Divisão com o São Bento, em 2013, ano do centenário do clube de Sorocaba. O comandante de 50 anos, natural de São José-PR, estava no Maringá, disputando a Taça Federação Paranaense de Futebol.

Além de conquistar o caneco pelo São Bento, o novo treinador d Flamengo conhece bem o futebol paulista, onde já trabalhou no Taubaté (2014/15 e 2012), Rio Branco (2014), Sertãozinho (2011/12), União São João, de Araras (2009), XV de Piracicaba (2009), União Barbarense (2007/08 e 2008/09), Atlético Sorocaba (2007) e Comercial (2005).

``É alegria enorme receber a oportunidade de comandar o Flamengo, que possui belo estádio e grande história. Durante as conversas com jogadores e treinadores os elogios ao clube foram unânimes. Além disso, à frente da equipe estão dirigentes sérios e comprometidos. Isso me deu certeza e paz que preciso para iniciar trabalho honesto, em busca de mais uma conquista no futebol´´, ressaltou Edson.

O treinador analisou o trabalho realizado no São Bento, quando levou o time de Sorocaba ao título da A-3. Edson Vieira disse ter tido a filosofia contestada durante o início da temporada, mas recuperou a confiança dos torcedores com trabalho sério e retrospecto irretocável dentro e fora de casa.

``Foi uma das melhores equipes que já dirigi, com atletas de qualidade e caráter, caso de Henal (goleiro, ex-Flamengo), Carlão (zagueiro), Veloso (lateral direito), Tiago Tremonti (meia) e Lelo (centroavante). A campanha foi espetacular. Fomos campeões com méritos. Em 16 meses, fiz 59 jogos e perdi quatro partidas. E dos 30 compromissos em casa, fui derrotado uma vez. Peguei o time desacreditado, mas sempre disse que o clube estaria no Paulistão em dois anos. Depois quem ironizava viu que eu estava certo´´, lembrou.

Ao recordar as vezes que enfrentou o Flamengo – pelo União Barbarense, em 2008, ano em que o Flamengo foi campeão da Série A-3, e em 2013, com o São Bento –, Edson Vieira rasgou elogios à representação guarulhense, mostrando respeito e admiração pelos ídolos do Corvo.

``Fiz três jogos memoráveis contra o Flamengo em 2008, à frente do União Barbarense: dois na primeira fase e dois no quadrangular final (somando uma vitória e dois empates). O Corvo foi o campeão, mas também subi minha equipe. O último encontro com o clube também foi marcante: protagonizamos duelo de artilheiro (Jackson Five) contra vice-artilheiro (Gabriel Barcos) na A-3. O placar não poderia ser outro: 3 a 3. E, em todas essas ocasiões, enfrentei treinadores que são meus amigos, por quem nutro o maior respeito: Wagner dos Anjos e João Vallim´´, avaliou.

Edson Vieira expressou o que a torcida flamenguista pode esperar de seu trabalho e deu indícios das características das equipes que dirigiu ao longo de sua trajetória no futebol.

``Tenho o orgulho de ter o nome limpo no esporte. Por onde passo deixo legado de respeito, e isso não será diferente em Guarulhos. Minha marca é montar time de guerreiros, que se doa sempre, deixando 100% de empenho e dedicação dentro de campo, tanto nos treinamentos quanto nos jogos. Essa é a filosofia que vou impor mais uma vez´´, prometeu.

Fora de São Paulo, Edson Vieira, além do Maringá, trabalhou no Gama-DF (2010), Londrina-PR (2006), Portuguesa-PR (2006) e Caxias-SC (2006). Fora do País,  realizou cinco estágios: Atlas-MEX (2002), Universidad Autónoma de Guadalajara (2002), Sporting-POR (2004, onde observou metodologia do técnico José Peseiro), Benfica-POR (2004, com italiano Giovanni Trapattoni) e Barreirense-POR (2004).

Como jogador, Edson Vieira, que ganhou o apelido de Maradoninha por sua habilidade, defendeu clubes como Botafogo-RJ, Botafogo-SP, Mogi Mirim, Ponte Preta, Noroeste, Fortaleza, Santa Cruz, Ceará, Londrina e Comercial-SP. Fora do país no Once Caldas-COL, Atlas-MEX, Millonarios-COL, Unión Magdalena-COL, Edessaikós-GRE e Universidad Autónoma de Guadalajara-MEX.







« voltar


NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Ver todas

publicidade

  • banner

Comissão de juristas apresenta texto para a atualização da Lei Geral do Desporto

Receba nossos boletins online

2016 - Todos os Direitos Reservados