Portal Futebol Clube

Notícias - Internacional

MUNDIAL FEMININO | 18/06/2019 às 20:25:22

Com gol histórico, Brasil vence a Itália e se classifica para as oitavas da Copa do Mundo

Vitória por 1 x 0 transformou Marta na maior artilheira da história das Copas do Mundo da FIFA, com 17 gols. Em terceiro no grupo, Seleção terá pela frente França ou Alemanha

foto: CBF

A Seleção Brasileira feminina de futebol fez o dever de casa. Na terceira e última rodada do Grupo C da Copa do Mundo da França, a equipe nacional venceu a Itália por 1 x 0, em Valenciennes, e confirmou a classificação para as oitavas de final do torneio que reúne 24 equipes. Brasil, Itália e Austrália, que goleou a Jamaica por 4 x 1, somaram os mesmos seis pontos na chave. Nos critérios de desempate, a Itália ficou em primeiro, a equipe da Oceania em segundo e o Brasil, em terceiro.

Com isso, o Brasil terá pela frente um adversário bem mais qualificado. As opções são a França, dona da casa e primeira do Grupo A, ou a Alemanha, líder do Grupo B. As duas equipes tiveram campanhas perfeitas na primeira fase, com 100% de aproveitamento. A definição sairá com a definição dos últimos grupos a serem finalizados, nesta quarta e quinta-feiras.

"A vitória era a nossa meta. Precisávamos de mais um golzinho para ficarmos em primeiro, mas foi um jogo muito equilibrado, difícil. Fizemos um ótimo primeiro tempo e fomos melhores em boa parte do segundo. Justamente nessa fase encontramos o gol", avaliou o técnico Vadão.

Dezessete vezes Marta

O gol solitário na partida no Stade du Hainaut foi mais do que especial para a atacante Marta. A brasileira chegou a 17 gols em cinco edições da Copa do Mundo, e se isolou como a maior artilheira de todos os tempos dos Mundiais de Seleções da FIFA. Marta superou o alemão Miroslav Klose, que acumula 16 gols.

O recorde histórico foi registrado aos 29 minutos do segundo tempo, após pênalti sofrido por Debinha. Marta, que usou um batom roxo para marcar a luta por igualdade entre homens e mulheres, cobrou forte, no canto esquerdo da goleira Laura Giuliani, que pulou para o lado contrário.

Além do gol, Marta mostrou boa parte de seu repertório, com dribles, lançamentos, passes precisos e cobranças de bola parada. Chamou a atenção, por exemplo, uma sequência de três escanteios na etapa inicial. No primeiro, cruzou curto e Debinha quase fez o gol mais bonito da competição, de letra, mas Giuliani espalmou para fora. No segundo, Marta bateu com efeito e a goleira evitou um gol olímpico. No terceiro, com força, na segunda trave, a bola encontrou a zagueira Mônica, que cabeceou para fora.

"O importante para mim foi a vitória e a classificação. Os recordes são consequência de um trabalho realizado com muita seriedade. Dedico isso às mulheres. Aqui a gente representa todas elas numa luta diária pela igualdade", afirmou a atleta, eleita seis vezes a melhor do mundo, que chegou ao sétimo gol em penalidades em Copas do Mundo.

Na lista de artilheiras, Marta é seguida pela alemã Birgit Prinz e a americana Abby Wambach, ambas com 14 gols e já aposentadas. Na sequência está a também americana Michelle Akers, que disputou seu último Mundial em 1999, com 12 gols, A única ainda em atividade dentre as principais goleadoras é a atacante Cristiane, que tem os mesmos 11 gols de Sun Wen (China) e Bettina Wiegmann (Alemanha).

PRÓXIMA FASE

Sobre o adversário nas oitavas de final, Marta prevê uma batalha dura, mas não impossível. "Seja Alemanha ou França, será uma pedreira. Mas não dá mesmo para escolher adversário nessa etapa. Temos de nos preparar para quem quer que venha", disse.

Todos os campeões da Copa do Mundo de futebol feminino

1991 - Estados Unidos
1995 - Noruega
1999 - Estados Unidos
2003 - Alemanha
2007 - Alemanha
2011 - Japão
2015 - Estados Unidos







« voltar


NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Ver todas

publicidade

  • banner

Comissão de juristas apresenta texto para a atualização da Lei Geral do Desporto

Receba nossos boletins online

2016 - Todos os Direitos Reservados